quarta-feira, 15 de junho de 2011

Doença celíaca

A doença celíaca é uma intolerância ao glúten e afeta principalmente o intestino delgado. O glúten é uma proteína que está presente no trigo, na aveia, na cevada, no centeio e em todos os alimentos que possuam em sua composição qualquer um desses cereais.


Com a ingestão de glúten pelos indivíduos afetados, as vilosidades que recobrem a parede intestinal são atacadas pelo sistema imunológico, fazendo com que a mucosa jejunal fique achatada e, assim, prejudique a absorção dos nutrientes e, consequentemente, causa o emagrecimento do indivíduo.


Grupo de Risco
Pessoas com:
·         1º grau de parentesco
·         Diabetes mellitus
·         Tireoidite auto-imune
·         Síndrome de Down
·         Síndrome de Turner
·         Síndrome de Willians
Obs: mesmo as pessoas que não estão no grupo de risco podem ter doença celíaca.
Sintomas
·         Barriga inchada;
·         Irritabilidade;
·         Diarréia crônica;
·         Dificuldade em ganhar peso;
·         Atraso de crescimento;
·         Atraso da puberdade;
·         Erupção na pele: dermatite herpetiforme
Obs: a doença celíaca também pode ser assintomática.

Diagnóstico
·         Exames sorológicos( anticorpos como antiendomísio
ou antitransglutaminas).
·         É necessário realizar uma biopsia do intestino delgado: é introduzida uma sonda que percorre a boca, esôfago, estômago e chega ao intestino, onde é colhido uma amostra de tecido. Esse procedimento é chamado endoscopia.

Tratamento
É necessário que seja retirado todo alimento que contenha glúten da alimentação por toda a vida. Com essa retirada a cura pode ser total. O paciente pode ter algumas dificuldades em seguir uma dieta sem glúten por diversos fatores:
·         Não conhecer os cereais proibidos;
·         Custo elevado dos alimentos;
·         Rótulos com composições erradas;
·         Influência de propagandas.
O papel do nutricionista é de fundamental importância para a orientação, tanto do paciente, quanto de sua família.





Resumão


Bibliografia:


Postado por: Gabriela Louise








Nenhum comentário:

Postar um comentário